• Usuário do Tumblr em destaque: Cleverson Luiz Salvaro Blog: C. L. Salvaro Primeira publicação: novembro de 2011 C. L. Salvaro não só tem nome de artista, como se tornou um artista visual de respeito. Incansável, esse curitibano de 32 anos, já participou de várias exposições coletivas e apresentou o seu trabalho em exposições individuais, além de ter sido indicado ao PIPA - Prêmio Investidor de Arte de 2012. Para ver o quanto a indicação foi merecida, basta visitar o portfólio online dele aqui no Tumblr. Como surgiu seu interesse pelas artes visuais e quando você decidiu que se tornaria um artista? Esse interesse vem de muito tempo, desde criança talvez. Quando cursei a graduação em educação artística (era licenciatura, na época eu não entendia a diferença para o bacharelado) percebi que havia várias coisas que me chamavam para a produção, então comecei a entender o que eu queria fazer. Depois disso, segui pensando nisso, no que eu fazia, muito mais do que no meu papel enquanto fazedor.No seu blog encontramos vários exemplos da arte que você produz, quase sempre em forma de instalações e intervenções urbanas. Você se dedica exclusivamente a essas duas modalidades?Além das intervenções espaciais que se relacionam com a arquitetura dos lugares onde são inseridas, minha produção se desdobra em diversas mídias, inclusive bidimensionais, como fotografia, desenho e gravura. De forma geral, produzo cada trabalho de acordo com as condições em que será apresentado, conforme o contexto.Seus trabalhos visuais são bem experimentais. Vão desde o uso de chumbo e gel para cabelo em uma mesma obra até a aplicação de anilina em um lance de escadas… Quais são suas principais fontes de inspiração? A motivação da maioria dos trabalhos é o espaço, mas gosto muito também de experimentar materiais e formas. Muitas vezes, esses trabalhos partem de exercícios de observação e ação prática na vida cotidiana, ou seja, resultam de várias experiências que deram errado. Existe alguma obra ou projeto do qual você se orgulhe mais ou você prefere pensar na sua produção como um todo? Há projetos nos quais me envolvi mais ou me dediquei por mais tempo, e que se tornaram referência para que eu pudesse pensar os demais. Outros talvez estejam escondidos na memória e, em alguns momentos, eles aparecem como uma vaga lembrança, só um indício de existência. Imagino que os próximos serão diferentes dos anteriores. Então, acho que cada trabalho guarda o seu próprio lugar, mas sempre mantendo uma relação com os demais, mesmo que vaga. Por que escolheu o Tumblr como plataforma para o seu blog? Foi através da indicação de um amigo que cheguei ao Tumblr. Há tempos queria criar um portfólio online, mas nenhuma das plataformas que eu conhecia me satisfazia pelo excesso de informações e consequente poluição. Quando comecei a fuçar, relembrei o pouco que eu sabia de programação e resolvi não usar os layouts preexistentes, então fiz do meu jeito. Quais são os blogs do Tumblr que você mais gosta? Eu acho que viajo demais vendo coisas aleatórias, então não volto muito aos mesmos blogs. Mas, de cara, lembro do Things organized neatly, que acho um projeto interessante.
Foto: C. L. Salvaro

      Usuário do Tumblr em destaque: Cleverson Luiz Salvaro
      Blog: C. L. Salvaro
      Primeira publicação: novembro de 2011 

      C. L. Salvaro não só tem nome de artista, como se tornou um artista visual de respeito. Incansável, esse curitibano de 32 anos, já participou de várias exposições coletivas e apresentou o seu trabalho em exposições individuais, além de ter sido indicado ao PIPA - Prêmio Investidor de Arte de 2012. Para ver o quanto a indicação foi merecida, basta visitar o portfólio online dele aqui no Tumblr.

      Como surgiu seu interesse pelas artes visuais e quando você decidiu que se tornaria um artista?
      Esse interesse vem de muito tempo, desde criança talvez. Quando cursei a graduação em educação artística (era licenciatura, na época eu não entendia a diferença para o bacharelado) percebi que havia várias coisas que me chamavam para a produção, então comecei a entender o que eu queria fazer. Depois disso, segui pensando nisso, no que eu fazia, muito mais do que no meu papel enquanto fazedor.

      No seu blog encontramos vários exemplos da arte que você produz, quase sempre em forma de instalações e intervenções urbanas. Você se dedica exclusivamente a essas duas modalidades?
      Além das intervenções espaciais que se relacionam com a arquitetura dos lugares onde são inseridas, minha produção se desdobra em diversas mídias, inclusive bidimensionais, como fotografia, desenho e gravura. De forma geral, produzo cada trabalho de acordo com as condições em que será apresentado, conforme o contexto.

      Seus trabalhos visuais são bem experimentais. Vão desde o uso de chumbo e gel para cabelo em uma mesma obra até a aplicação de anilina em um lance de escadas… Quais são suas principais fontes de inspiração?
      A motivação da maioria dos trabalhos é o espaço, mas gosto muito também de experimentar materiais e formas. Muitas vezes, esses trabalhos partem de exercícios de observação e ação prática na vida cotidiana, ou seja, resultam de várias experiências que deram errado.

      Existe alguma obra ou projeto do qual você se orgulhe mais ou você prefere pensar na sua produção como um todo?
      Há projetos nos quais me envolvi mais ou me dediquei por mais tempo, e que se tornaram referência para que eu pudesse pensar os demais. Outros talvez estejam escondidos na memória e, em alguns momentos, eles aparecem como uma vaga lembrança, só um indício de existência. Imagino que os próximos serão diferentes dos anteriores. Então, acho que cada trabalho guarda o seu próprio lugar, mas sempre mantendo uma relação com os demais, mesmo que vaga.

      Por que escolheu o Tumblr como plataforma para o seu blog?
      Foi através da indicação de um amigo que cheguei ao Tumblr. Há tempos queria criar um portfólio online, mas nenhuma das plataformas que eu conhecia me satisfazia pelo excesso de informações e consequente poluição. Quando comecei a fuçar, relembrei o pouco que eu sabia de programação e resolvi não usar os layouts preexistentes, então fiz do meu jeito.

      Quais são os blogs do Tumblr que você mais gosta?
      Eu acho que viajo demais vendo coisas aleatórias, então não volto muito aos mesmos blogs. Mas, de cara, lembro do Things organized neatly, que acho um projeto interessante.

      Foto: C. L. Salvaro